Deficientes visuais velejam na ilha da magia

Fomos agraciados com a fantástica experiência de conviver a bordo com um grupo de pessoas maravilhoso.
Recebemos o privilégio de aprender muito com os 14 cegos que estiveram presentes no passeio náutico pela Baía Norte da Ilha de SC.
Com certeza, esses preciosos momentos jamais serão esquecidos e deixarão um legado social de grande importância.
A AVESAL, através da inciativa de seus membros e parceiros consolida ainda mais o leque de oportunidades que a vela pode proporcionar às comunidades litorâneas.
Do rol de ativades desenvolvidas por nossa associação, sem dúvida essa é a mais nobre de todas.

O evento contou com a participação de 12 veleiros, além da Escuna Porto Cais.
Recebemos o apoio da Marinha do Brasil, que foi representada pelo Almirante José Renato (Comandante do 5° Distrito Naval), do Comandante Gaio (Capitão dos Portos de SC) e também do Comte Vichiett (CPSC), que participou da tripulação do veleiro Acquaviva.
A Marina Santo Antônio prestou todo apoio logístico e o pessoal da ACATMAR esteve presente documentando o evento, além do apoio na divulgação.
As maquetes foram cedidas pelo nosso pessoal e o Nilton (ANI) cedeu o veleiro Ganiza (Íbis Rubra) para manipulação dos cegos, além de outras maquetes.
A CATARINA NÁUTICA contribuiu imensamente na divulgação.
O GBS destacou um bote inflável de apoio, que permaneceu conosco durante todo percurso náutico.

Todos que participaram da organização, mantiveram uma concentração de trabalho extrema e cordialidade digna de um grupo exemplar.
A dinâmica do evento foi perfeita, graças à harmonia e integração  existentes no íntimo da Família AVESAL.

Por fim, deixamos como agradecimento especial ao amigo velejador Luis Paganelli, a exibição de algumas imagens de sua autoria.
Esse mestre soube captar exatamente o que é a essência de nosso trabalho.